20 novembro 2017

TO APAIXONADA NESSA LOJA

Geeennnteeeeee.... É tanta fofurice que chega me dar até formigamento!!! haha. 

Tô rindo, mas tô falando sério: Estava eu toda bela e formosa rolando o feed do meu insta (@mireneaz) Eis que aparece essa fothenha: 


Juro que me deu até palpitação, esses itens seriamente viraram objetos de desejo, queria poder representá-los exatamente assim na minha humilde penteadeira. É obvio que eu cliquei no link do publi deles e fui conhecer essa loja que até então nunca havia ouvido falar.... foi aí que nasceu meu amor platônico pela loja Amelices, sente aí o gostinho: 





Se você, assim como eu, ama fofurices já se derreteu aí também né? haha Já deve ter sentido aquela pontada no coração com tanta beleza, já está desejando todos os itens da loja, eu poderia fazer uma pequena malinha com uma troca de roupa, meu celular, batata frita e alguns chocolates e morar nessa loja <3 

Claro que o próximo passo foi acessar o site, espiar os preços, saber mais... e me surpreendi ainda mais, pois os preços não são uns absurdos não, pelo contrário, os produtos são bem acessíveis e tem coisas até bem baratinhas, fiquei de cara quando vi aquela caneca de vidro com canudo e lousa super fofa por apenas R$19,90, a gente que é apaixonada por essas coisas sabe bem o preço que encontramos por aí, néh non

O site é dividido por categorias e eu não tenho a mínima ideia de qual a minha preferida, a resposta tem que ser: TODAS. 


Depois eu ainda descobri que a loja nem fica tão longe aqui de casa, estamos separdas por 163km, o que segundo o Google Maps é mais ou menos duas horas de carro. 



E pra quem não conhece Lemecity aqui no interiorzão de São Paulo, a loja fica a uma hora da capital, entre SP e Campinas, mas isso não importa muito, já que você pode comprar online e a loja entrega para todo o Brasil, para melhorar nossa situaçao, nas compras a cima de R$300,00 o frete é zero, então chama as amigas, compra os presentes de Natal mais fofos do universo pelo preço mais camarada que eu já vi e aproveita benhê. 

Só vou ressaltar que eu acabei de conhecer a loja, achei ela ultra fofa, não achei nenhuma reclmação e encontrei muitos elogios, só que (ainda) não comprei nada nela para falar sobre a entrega e qualidade, estou falando sobre minhas primeiras impressõs, vou sim realizar uma compra e aí mostro tudinho em vídeo lá no canal pra vocês tá? ... E se você já comprou, ajuda aí e conta sua experiência nos comentarios desse post. 

SOBRE A LOJA AMELICES: 

Localizado na cidade de Atibaia, o www.amelices.com.br tem o enfoque de ajudar em diversas formas como decoração, dicas, ideias e organização. No ano de 2014, tínhamos intuito único de disponibilizar algumas dicas para donas de casa, receitas, ideias, inspirações e o que estivesse relacionado às mulheres, porém a consequência ultrapassou nossas expectativas nos capacitando para o surgimento dessa loja virtual e blog. O nome “amelices” vem de “amélia”, que seria a dona de casa prestativa e dedicada. Nos dias atuais, podemos observar que as mulheres tem tentado buscar essa essência de volta aos seus lares, cada uma com seu detalhe especial e jeito único. O site é comandado por Camila Sasazaki que sempre busca o carinho e cuidado que uma mulher pode ter dentro de sua casa. Nossos produtos são escolhidos carinhosamente para fazer parte da decoração e organização de lares que vivem cobertos de amor e carinho!


Onde encontrar a Loja: 

Insta: @amelicesloja
Face: Amelices
Canal: Amelices

14 novembro 2017

O QUE O COACHING FEZ POR MIM?

Fez-me conhecer, colocou-me frente a frente a mim, fez com que eu conversasse comigo, fez-me compreender, entender, tranquilizou-me, fez-me aceitar.

Que sensação maravilhosa essa, todos deviam ter essa experiência, não a do coaching, mas a do autoconhecimento, uns alcançam com terapia, outros ficando sozinhos, conversando, refletindo, para mim o coaching foi uma ferramenta essencial para que eu conseguisse. 

A sensação de se aceitar, de aceitar o próximo incondicionalmente, de compreender, de ser empático, tudo isso é muito maravilhoso, trás paz, desperta as coisas mais belas dentro de você, o amor próprio passou a reinar em mim e quem se ama, não faz maldade a ninguém, não tem tempo para querer mal à alguém



- Mas o que é coaching?
É um dos métodos desenvolvidos para ajudar o ser humano a ser capaz de mover-se, ir de um ponto A ao B, realizar, capacitar-se, acreditar em si mesmo, acreditar que é possível e desenvolver formas de melhorar, ir de encontro a situação desejada. 

Um mix de recursos que utiliza técnicas, ferramentas e conhecimentos de diversas ciências como a administração, gestão de pessoas, psicologia, neurociência, linguagem ericksoniana, recursos humanos, planejamento estratégico, entre outras visando à conquista de grandes e efetivos resultados em qualquer contexto, seja pessoal, profissional, social, familiar, espiritual ou financeiro. Trata-se de um processo que produz mudanças positivas e duradouras em um curto espaço de tempo de forma efetiva e acelerada. Coaching significa tirar um indivíduo de seu estado atual e levá-lo ao estado desejado de forma rápida e satisfatória. O processo de Coaching é uma oportunidade de visualização clara dos pontos individuais, de aumento da autoconfiança, de quebrar barreiras de limitação, para que as pessoas possam conhecer e atingir seu potencial máximo e alcançar suas metas de forma objetiva e, principalmente, assertiva.
Conduzido de maneira confidencial, o processo de Coaching é realizado através das chamadas sessões, onde um profissional chamado Coach tem a função de estimular, apoiar e despertar em seu cliente, também conhecido como coachee, o seu potencial infinito para que este conquiste tudo o que deseja. As sessões de Coaching, individuais ou em grupo, podem ser realizadas semanalmente, quinzenalmente ou mensalmente e tem duração, em média, de uma a duas horas, tudo isso definido em comum acordo entre Coach e Coachee. Por ser um processo completamente flexível, o Coaching pode ser aplicado em qualquer contexto e direcionado a pessoas, profissionais das mais diversas profissões e empresas de diferentes portes e segmentos. IBC COACHING 

12 novembro 2017

NEM TUDO ESTÁ PERDIDO: TACI E FER

- Papai do céu, não me faça descobrir que esse amor é só na frente das câmeras e que eles nunca terminem. AMÉM. 



Um dia eu já fui a Taci, mas se você lê esse blog você já sabe disso, já sabe que eu tive um primeiro amor perfeito, que eu já vivi um conto de fadas, que eu já tive um "Fer" na minha vida... conheci alguém bem novinha, fui pedida em namoro, tive surpresas incríveis e fiz surpresas mirabolantes, namorei anos e anos (8 anos, 5 meses e 8 dias porque gosto de ser exata haha)

Mas, nossas histórias param de ser parecidas por aí, o meu amor acabou, deu certo enquanto tinha que dar e depois puuuffff... evaporou, eu já roubei muita ideia da Taci enquanto namorava, já coloquei meu ex muitas vezes para assistir vídeos fofos deles... e foi por isso que essa gravidez mexeu tanto comigo... a Taci é a versão da minha história que deu certo, a versão do "e viveram felizes para sempre"... no meu caso quem me representa mais é o Renato Russo mesmo ... 

"Se lembra quando a gente, Chegou um dia a acreditar, Que tudo era pra sempre, Sem saber, que o pra sempre, sempre acaba" ♪♫♪♫

Taci e Fer tem uma história linda, tiveram o casamento dos sonhos, recentemente se casaram de novo, eu os vi sonhar, contruir o lar, os vi desejar o baby que depois de tanto esperar está a caminho, isso me fez lembrar que um dia eu tive o sonho de ir no banheiro fazer xixi no palitinho e ver subir dois pauzinhos, quase desmaiar de emoção, comprar um sapatinho de lã vermelha e colocar o exame dentro, fazer um jantar, colocar "9 meses" pra tocar e esperar a reação... 



Calma, não foi triste sentir isso, eu chorei sim, falando nisso, eu tô chorando agora, mas é de felicidade, fazia tempo que eu não me sentia tão humana, é cansativo ser forte o tempo todo, desmoronar de vez enquando é muito bom, tô me sentindo tão em paz, tranquila, eu realmente tô bem, obrigada Taciele e Fernando, por me fazerem pensar que talvez o amor de contos de fada existe sim, obrigada por me fazer acreditar que ainda existe sim esse amor bonito de ver, só passou a minha vêz e é muito egoísmo da minha parte achar que não existe só porque eu não sinto mais. 

A foto mais vista, mais curtida, mais compartilhada e mais feliz dos últimos dias.
Parabéns casal, vocês são muito merecedores de toda essa felicidade, além de serem a minha esperança no amor! 

11 novembro 2017

MEUS BLOGS INSPIRADORES

Tem muita coisa legal nessa gigantesca internet de Deus, coisas para todos os gostos, coisas fofinhas, alegres, nojentas, engraçadas, emocionantes... é um poço sem fim de conteúdos criados por todos os tipos de pessoas. De crianças à idosos, experiências mirabolantes, conteúdos inteligentes, dicas para o que quer que você queira fazer, coisas interesantes ou coisas simplismente para te distrair. Você escolhe, independente do que queira, está a um clique. 

Todos tem a suas preferências, é triste ver tanta crítica, se você não gosta é só fechar e pronto, não importa o que seja, tem quem goste, respeita vai. Fecha lá e abre o que você gosta, os vídeos inteligentes do Castanhari, as bebedeiras do Cocielo, ou funks da Dani e do Kevinho, as brincadeiras do Felipe Neto, as makes das Brunas, os cabelos da Duda, os desenhos, paródias, piadas, tutoriais, notícias... só vai e curte o que foi feito pra você, cada um tem o público que merece ter. 



Eu tenho alguns blogs que moram no meu coração, porque inspiram, propagam o amor, motivam a gente. Claro que eu gosto de dar risada com essas besteirinhas que o povo posta, adoro sentar na frente do computador e estudar as tendencias de maquiagem e algumas vezes ficar praticando até conseguir, mas aqueles textos que tocam meu coração, são os meus preferidos. 

É por isso que meu blog inspirador preferido, mesmo que não assisto mais a Bruna desde que ela se mudou e eu parei de me identificar com seu conteúdo é o Depois dos Quinze, a Bru pra mim vai ser sempre a garotinha que deu a cara a tapa, a garotinha que eu queria ser, saiu das asas da mãe mesmo a amando muito, foi corajosa, saiu do interior de Minas sozinha pra encarar a loucura de São Paulo sem saber o que esperava por ela, não teve medo de se arriscar e conseguiu, alcançou seus sonhos, não teve medo (ou teve e foi mesmo assim) lutou e conquistou, escreveu livros super fofos que para quem não conhece pode ser só mais um bonito romance adolescente, mas é muito mais que isso, é superação, coragem, realização. 

Os textos que ela publica no blog também me tocam, a forma dela pensar me toca, pode ter perdido um pouco dessa essência com o passar do tempo, eu não a culpo, as pessoas mudam de acordo com suas vivências, e ela teve (e tem) as mais lindas experiências para contar, no começo achava que eu queria ser ela, mas um dia percebi que eu queria ser eu, só que com a coragem e determinação dela, será que é tarde? 




Outra diva que me representa muito, que admito feliz que já enfrentei uma fila de quase cinco horas só para conseguir um abraço (nem uma foto, só um abraço mesmo) é a determinada Karol Pinheiro, deixei de acompanhar seu canal a algum tempo também, pois acabei notando que ela ficou um pouco materialista demais, não a julgo, mas uma pessoa que precisa ter uma bolsa de mais de mil reais pra ser feliz, infelizmente acabou caindo um pouco no meu conceito, mas, o meu conceito não significa nada, não a faz menos determinada, sonhadora, não a faz escrever pior, aliás, ela escreve muitíssimo bem, tem uma forma de pensar super admirável, não julga as pessoas, as aceita e acima de tudo é feliz, e esse é o tipo de pessoa que eu admiro, a pessoa que sonha, luta e realiza, a pessoa que coloca sua felicidade na frente de tudo, a pessoa que sabe que vai ser mais feliz comprando aquela bolsa e não está nem aí pra sociedade falando que com esse dinheiro deveria comprar um carro. 




Enfim é isso, eu admiro pessoas que sonham e são felizes, admiro mais ainda as corajosas que não desistem nunca, que realizam e essas duas são grandes ícones nesse quesito, conheceram o mundo graças a sua determinação. E se você que está lendo esse texto é assim, eu te admiro também.

17 outubro 2017

12 MESES DEPOIS DE VOCÊ - SEGUNDO MÊS

SEGUNDO MÊS


Já reparam como a água quente do chuveiro abraça a gente? Eu me sinto completamente envolvida, acolhida.
Eu pensei em processá-lo, não porque eu queira dinheiro ou coisa assim, eu não quero nada do que não seja meu, pensei em processá-lo só para vê-lo mal e doar todo dinheiro que conseguisse para uma instituição de caridade, orfanato, asilo, algo assim. Também pensei que eu poderia dar o dinheiro para o estudo dos meus sobrinhos, assim eu o atingiria onde ele mais odeia, no bolso, quantas e quantas discussões a gente não teve porque ele achava que eu não valorizava o dinheiro do jeito que tinha que ser, mas fazer o que, eu posso viver sem TV a cabo e restaurantes todos os dias, eu preciso mesmo é do meu coração quentinho e amado e arte de retribuir o amor eu sei bem, ou sabia talvez, é tanta coisa que era presente virando passado de forma tão rápida que fico confusa.
Eu só não fiz isso por preguiça mesmo, foi o único fato de não processá-lo, ele teve muito medo porque é uma causa que eu ganharia até com o pior advogado do mundo, mas ai, tribunal, audiências, ter que vê-lo, não, não compensa.
Me lembro da última e única vez que precisei ir a um local desses, foi como vítima de um assalto e eu precisava reconhecer os três adolescentes delinquentes que colocaram uma faca  no meu pescoço, me derrubaram no chão e roubaram todas as minhas coisas, mas sabe de uma coisa? Eu posso perdoar eles, eu não posso perdoar meu ex, o mal que os três marginais me causaram foi muito mais fácil de superar e esquecer, o estrago que meu ex causou foi muito maior, além de ter me roubado mais de oito anos que eu poderia ter conhecido outras pessoas, frequentado lugares e sabe-se lá mais o que poderia ter me acontecido se eu não tivesse perdido tanto tempo com ele.
Outro fato que me trás raiva é saber que quando ele inventou a moda de termos nosso próprio negócio ele investiu o dinheiro, mas fui eu que pedi demissão do meu emprego, abri mão de fazer algo que eu gostava e na minha área de estudo mesmo estando apenas no terceiro ano da faculdade e com chances de crescimento, fui eu que trabalhei de graça no negócio dele, ele sabia que eu não queria ser empresária, a família dele poderia ter nascido para isso, mas eu não, por isso eu não me culpo em nada por não ter dado certo, me lembro que não coloquei na minha lista de metas daquele ano e ele brigou comigo mesmo sendo o primeiro dia do ano e para provar que eu queria acelerei as coisas e então fiz toda aquela merda de demissão e vou viver só para você meu senhor, ele pode ter perdido algum dinheiro, mas eu perdi muito tempo, tempo que eu poderia estar usando para fazer outras coisas que EU realmente quisesse e não para agradá-lo, se teve uma coisa que ele me roubou nessa vida foi tempo e isso não da pra recuperar.

O porta retrato branco escrito LOVE em cima da cômoda cabem duas fotos, mas agora está vazio e ele fica me encarando, por dias fiquei pensando no que colocar no lugar até decidir que iria deixar vazio, como meu coração, agora ele pode me encarar que eu nem me incomodo mais.

Tem algo interessante, cômico se não fosse trágico, estou na frente de uma balada com duas amigas decidindo se entramos ou não. A mesma balada que aos dezessete anos comemorei um mês de namoro, hoje, aos vinte e cinco comemoro o primeiro mês solteira: receio, medo, mas... com o perdão da palavra: modo foda-se onn.
Eu já sei que ele tem alguém, alguém que foi o verdadeiro motivo da separação, alguém que eu conheço, eu já desconfiava, meu sexto sentido sempre funcionou de maneira assustadora, desde o primeiro momento em que olhei pros olhos falsos daquela garota eu sabia que ela não prestava, as baladas que frequentamos juntas, os churrascos, piscinas, as caronas, eu nunca fui com a cara dela, o que eu não imaginaria era que dessa vez a escolha seria ela e não eu, isso já aconteceu antes poxa vida, mas era sempre eu... eu e eu, eu era o centro do seu mundo e ele o centro do meu, mas essa garota era persuasiva e ele se deixou persuadir. Não sei quem é pior, sei que chegou um momento que quando saímos em casal e apenas ela sozinha, me parecia que quem estava sobrando era eu. Todos já haviam notado também e vai saber quais eram os comentários pelas minhas costas, na verdade hoje faço ideia, a destruidora de lares estava em ação. Gostei da forma que ela foi chamada.
Me sinto uma idiota quando me lembro que quando iríamos sair com a turma eu fazia questão de mandar convites no privado e não no “grupo da galera” e não escondia de ninguém que era por causa dela, vai saber se não faziam o mesmo comigo, de qualquer forma, não precisam mais se preocupar com isso, eu estou fora do jogo, meio injusto porque eu era a única que não sabia que estava jogando e se soubesse teria saído de campo muito antes, alguém que permita ser disputado não merece que eu disputa.

Ele ficou com ela antes ou depois do término? Uma tequila.

Aquele dia saíram para buscar cerveja e esqueceram as garrafas? Duas tequilas.

Deu carona para ela e a levou por último? Três tequilas.

Amiga parceira só se for amiga solteira. Quatro tequilas.

Agora eu tô solteira e ninguém vai me segurar. Cinco tequilas.

Perdi a conta, tenho uma vaga lembrança da noite: copos, músicas, dança, o ferrinho do camarote para apoiar, sensualizar? Amigos novos? MEU DEUS.
Foi libertador, a chave que eu precisava. Ninguém mandando no meu dinheiro? Vestidos, shorts, blusas, sapatos... muitos sapatos...
A música parecia tocar dentro de mim e a batida balançava meu corpo, eu sempre amei dançar, mas assim? Caramba.
Uma fatura do cartão de crédito irreconhecível, de restaurantes e presentes para baladas, bebidas e roupas, talvez não seja tão ruim assim.
Festas, festas e festas... muita gente nova, falação, badalação, dormir pouco, beber muito, tequileiros bonitos, de sexta a domingo é proibido ficar em casa, segunda é uma tortura porque não tem balada. Gente interessante ZERO.
Ouvi alguns comentários e sabe o que eu queria responder se eu tivesse oportunidade? Pensem comigo, consigo me imaginar bem na frente dela, gesticulando e usando daquele meu olhar que eu não sei por que as pessoas dizem que da medo:

- Imaginemos que as personagens dessa história não sou eu e nem você. Hipoteticamente na nossa frente existem duas mulheres, consegue imaginar? Uma de mini saia e decote abusado, solteira, bebe, sai pra balada, curte a noite e as vezes conhece uns caras, todos solteiros.
A outra, uma moça recatada, calça comportada, não bebe demais e nem sai muito, mas consegue conviver com o fato que estragou um relacionamento de anos, e não me venha falar de relacionamento falido, porque não estava não, não até você... quer dizer, ela chegar e investir.

Claro que o rapaz tem sua porcentagem de culpa, mas neste momento estamos falando das moças, qual é de menor índole: a solteira se divertindo ou a que não se importa em sair com caras comprometidos sabendo que ele é comprometido?




.