13 maio 2015

O QUE QUERO FAZER X O QUE TENHO QUE FAZER

"Preciso acordar cedo para trabalhar, ir a escola, faculdade... Preciso lavar louça... Fazer faxina... aquele trabalho chato, andar até não sei onde..."

"Queria tanto viajar, blogar, gravar, dormir, assistir aquele filme legal... falar com tal pessoa..." 

Primeiramente preciso contar que aí em cima são apenas exemplos, não estou falando sobre a minha vida, até porque sobre mim poderia falar com muito mas profundidade. 

Essa é uma ideia de representar nosso dia-a-dia, o quanto deixamos de fazer tantas coisas prazerosas que nos fariam feliz porque temos que fazer nossas obrigações. 

Não estou dizendo que nossas obrigações não são importantes, são sim (pelo amor de Deus, ninguém vai lá falar pra mãe que a Mi falou que não precisa ir na escola hein haha). O que estou dizendo é que podemos encontrar um meio termo. 

Arrumamos tempo para o que TEMOS que fazer o tempo todo, nem que isso sacrifique nosso sono e outras coisas mais, exemplificando: Se está chovendo e eu tenho que ir trabalhar vou de qualquer jeito, mas se é para ir a academia resolvo não ir. 

Prioridades, essa é a palavra, já cheguei passar uma semana sem lavar o cabelo por falta de tempo, mas sempre que preciso ler algo da faculdade chego e vou dormir bem tarde por causa da leitura, saca? 

E de uns tempos pra cá resolvi dar um basta nisso, dar a mesma importância para o que gosto e para o que preciso, se posso sacrificar minha noite para ler, também posso para lavar o cabelo, se posso tomar chuva para trabalhar ou ir a aula também posso para ir a academia ou passear.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.