19 agosto 2015

O QUE EU VOU SER QUANDO EU CRESCER

Primeira coisa que eu preciso dizer! Não é porque você fez faculdade de psicologia que você precisa ser psicóloga, então, erre, não tenha medo, melhor tentar e errar e depois tentar de novo do que nunca tentar nada. 

Escolher é difícil, isso é fato, principalmente porque temos que fazer as escolhas mais importantes das nossas vidas nos momentos que mais mudamos de opinião. 

Ouvi dizer que dos 15 aos 20 anos é quando você está mais sensível para que isso aconteça e é justamente quando temos que escolher a faculdade. 

No meu discurso na formatura do ensino médio pedi licença a Jéssica, de Eclipse, e utilizei parte do seu oratório quando ela diz:

"Esta é a hora de cometer erros: apanhar o trem errado e ficar preso num lugar qualquer. Apaixone-se ... muito. Interesse-se por filosofia, mesmo que ela não dê uma boa carreira. Mude a sua mente e mude de novo, porque nada é permanente. Então, cometa muitos erros, os mais que conseguir! Dessa forma, um dia, quando nos voltarem a perguntar o que queremos ser, não teremos de adivinhar. Saberemos."

Nada é permanente desde que você não queira que seja, a gente aprende que tem que começar fazer uma coisa que vai fazer pela vida toda, mas não é bem assim, você pode mudar se esse for o seu desejo. Fica mais fácil escolher assim.

Além do mais, eu sempre me sinto crescendo, aprendendo, pronta para começar algo. Então prefiro pensar que não importa o quanto eu cresça eu sempre posso aprender mais e mudar, conhecer coisas novas que me encante, não precisa ficar desesperado, afinal de contas, crescimento não tem nada a ver com o que vou ser, eu vou ser o que eu quiser ser enquanto eu cresça e continuar sendo flexível com as escolhas e uma hora, como disse a Jéssica, eu vou estar tão apaixonada por algo que me escolheu pra eu ser depois que eu cresci. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

.