17 setembro 2015

AINDA SOU EU, SÓ QUE EM PAZ

Eu sei, eu sei eu sei.... E já estou cansada disso, a gente tenta se esforçar e nunca está bom. Pelo menos a quarta-feira já deixou de ser o pior dia da semana e eu já não penso que seria melhor cair de moto no caminho do que chegar ao meu destino, isso já é uma evolução, que bom. 

O sentimento agora tem sido passar a quarta bem e a quinta mal, pois passo o dia criando expectativas positivas para a noite ir tudo por água a baixo e no outro dia ficar com esse sentimento de "eu odeio ter que passar por tudo isso"

Hoje já consigo enxergar que todo o sofrimento de um passado nada distante gerou efeitos e que a intenção de me fazer pensar diferente sobre as coisas funcionou, daí eu penso "poxa, era mesmo essa forma que deveria ter sido feito". ódio, mas não muito

Dar oportunidade de pensar de formas diferentes não quer dizer que concordo, eu continuo sendo eu, mas pensando um pouco mais (risos), eu odeio falar na subjetividade, gosto mesmo de ser direta, mas de repente essa rigidez incomode, e daí? ser autêntica ou agradar aos outros? Estou aprendendo a criar um misto das duas opções e é muito bom falar sobre isso sem me preocupar, sem estar aos prantos, com raiva ou querendo explodir alguma coisa, é tão bom não estar com vontade de matar ninguém. Estou em paz!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

.