24 novembro 2015

INDECISÕES

Estou bem indecisa de como vou começar a escrever esse texto, mas essa na verdade é a menor das preocupações. Estou indecisa também se devo ir a aula hoje ou se posso ficar em casa. 

Já reparou como o tempo todo temos que decidir alguma coisa? 
Sei que as vezes é simples, mas às vezes é bem complicado e conforme o tempo passa as responsabilidades aumentam e fica cada vez mais difícil decidir. 

Primeiro precisamos escolher o brinquedo, a brincadeira, o desenho pra assistir... Depois, a escolinha, os amigos, até chegar o momento em nós mesmos podemos decidir nossa escola, nosso curso, nosso futuro! 

A verdade é que sempre achamos que isso nunca vai acabar, mas vai sim, e outras coisas das quais também achamos que não vão passar irão acontecer, é um ciclo, ficar indeciso, escolher, errar, acertar, pensar que de outra forma seria melhor, querer dar uma espiadinha no futuro para saber como estão as coisas para fazer as escolhas certas. 

O melhor de tudo é saber que não estamos sozinhos, todos passam por isso o tempo todo, isso é capaz de nos dar um pouco de paz, somos absolutamente normais quando ficamos indecisos. 


Estamos sempre em busca de algo, então é melhor insistir, desistir jamais, é como sempre falo, "o não eu já tenho estou indo em busca do sim", na pior das hipóteses ficamos onde estamos, mas com o risco de evoluir, de dar certo, de crescer. 

A questão em si vai estar lá de qualquer forma, isso já foi causado, então agora é preciso fazer algo, pra que cruzar os braços se posso arriscar? Aliás, quais são os riscos? O que tenho a perder e o que tenho a ganhar? ... São alguns questionamentos importantes para fazermos a nós mesmos quando temos que escolher. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.