03 novembro 2015

QUANDO A COMIDA VIROU PÓ

Tudo que é novo causa certo receio, por isso, antes de defender minha opinião vou contar uma historinha. 

Lá na pré-história o homem já se preocupava com o armazenamento de alimentos, mais do
que atualmente porque hoje é muito fácil irmos ao supermercado comprar o que precisamos, mas e antes quando era preciso providenciar sua comida ou ficar sem comer? ... Era preciso armazenar alimentos para o tempo de escassez. 

Chegamos em 1855 quando uma cidade chamada Putnam fornecia uma quantia de leite para Nova Iorque, porém era quase que rotineiro o produto chegar estragado, era preciso resolver esse problema e é lógico que os americanos tão astutos não ficaram de braços cruzados, foi Gail Borden (1856) quem teve a grande ideia de desidratar o leite, e minhas amigas e amigos, nós devemos idolatrar esse cara, pois durante o processo de transformar do leite em pó, ele observou que o leite condensava, (viva Gail Borden e o nosso brigadeiro) duas grandes descobertas do mundo culinário ao mesmo tempo. 

O que aconteceu depois? O povo chiou, não gostou, criticou e não aprovou. Mas, quando o sapato aperta não tem outra escolha, nas dificuldades precisamos aceitar o que temos. 1861 a Guerra Civil começou, o leite em pó era conservado por muito mais tempo e foi a solução mais oportuna do momento. 

Quando a Segunda Guerra Mundial explodiu em 1939 já sabia-se que a melhor forma de armazenar o leite era desidratando-o e transformando em pó, dessa forma o processo começou a ocorrer em outros tipos de alimentos. 

Claro que no Brasil demorou muito mais para chegar, o leite em pó começou a ser comercializado apenas em 1923, sua fabricação ocorria na Argentina e embalado no estado de São Paulo, aqui na cidade vizinha na Nestlé em Araras e Barra Mansa. Até então falava-se do conhecido Molico, que era o leite puro extraído da vaca e simplesmente extraía-se a água, mais tarde ocorreram algumas inovações como o leite Ninho integral ou instantâneo da forma que existem hoje. 

Ok. Onde eu quero chegar com tudo isso? Afinal, o título é quando a comida virou pó e não o leite. Acontece que a comida virar pó é algo novo e ainda estamos na parte em que o ser humano cria rebuliço, critica e não aceita. 

Eu mesmo sou alvo de muito preconceito quando digo que consumo Herbalife, que substituo meu café da manhã e as vezes a janta também por chás e Shake. E aí sou eu quem pergunta: Por que? 

Um copo de Shake tem 210 calorias, 23 vitaminas e minerais, fibras, carboidratos e proteínas. E a sua coxinha o que tem além de gordura? seu pão com manteiga quantas vitaminas tem? Claro que ainda temos que levar em consideração que toda salada e frutas que comemos estão carregadas de agrotóxicos, aplicam hormônio no frango para ele crescer rápido, substâncias químicas para o salmão ficar laranja. Você tem certeza do que está comendo quando prepara seu prato? Porque eu tenho certeza do que estou 'comendo' quando tomo meu Shake.

Existem muitos médicos, nutricionistas e pesquisadores por trás disso, a ANVISA aprovou como alimento e eu sou o produto do produto, curei minha anemia, fico muito mais disposta e estou em plena saúde consumindo meus Shakes a mais ou menos dois anos. 

Tudo bem quando alguém não quer consumir, mas penso ser no mínimo muito irônico sentir preconceito da minha alimentação saudável enquanto jantam hambúrguer com batata frita tomando refrigerante.   

Agora pensa aqui comigo, se você fosse dono de uma grande rede de comidas calóricas que entopem as veias das pessoas e percebesse que está perdendo seus clientes para algo saudável e mais barato e como consequências várias de suas franquias começam a fechar as portas, você ficaria feliz? Óbvio que não, então o que você faria? Transformaria seu produto em algo melhor ou usaria sua força publicitária para detonar o concorrente saudável? Conseguem entender o porque de tanta crítica? Da onde surge? 

Mas Mi? Você tá falando que Herbalife é barato? Sua louca, um Shake custa R$124,00! Sim, eu sei. Um Shake que dá para 30 refeições, dividindo você paga R$4,13 por refeição. Onde mais você come por esse preço? Algum dia você já somou a conta do supermercado e dividiu por refeição para ver quanto você gasta? Quanto custa um lanche? 

Enfim... a comida virou pó para nos defender de agrotóxicos e produtos químicos, além de poder armazenar por muito mais tempo, assim como o leite que precisou que uma desgraça tão grande acontecesse para ser aceito na casa de todos.  





Nenhum comentário:

Postar um comentário

.