07 janeiro 2016

À PRIMEIRA VISTA

Ler o livro À Primeira Vista do Nicholas Sparks foi um grande marco para mim, eu li ele durante a Maratona Literária 24 horas que vocês podem conferir lá no canal, foi um livro que me ensinou muita coisa, cheio de lições para a vida. 

Quando ele pergunta logo na capa: 
- Será que é possível amar alguém à primeira vista? 

No início fiquei na dúvida sobre a resposta e deixei a mente aberta para que o próprio livro me respondesse, até o meio da história fiquei convencida que a resposta era não, o casal sofre demais, as diferenças são muito grandes e eles vão descobrindo da forma mais dolorosa possível. 

Logo soube que o maior problema deles era o número de pessoas envolvidas na história que deveria ser só deles, isso fez-me pensar que a Lexie (a mocinha da história) era uma má pessoa, cheguei a odiá-la por assistir ao Jeremy (personagem principal) largar tudo para ficar com ela e recebendo mentiras em troca. 

Quando tudo foi esclarecido e a primeira lição dada fiquei até com sentimento de culpa por ter odiado a moça que não merecia esse tratamento, ela estava sedo injustiçada, e quantas vezes isso não acontece na realidade? Quanto julgamos uma pessoa pelo que os outros falam? às vezes sem nem saber de onde vem a informação, refleti muito sobre isso. 

O Nicholas termina vários capítulos de forma instigante, tipo: "Estava tudo bem, até agora!" OU "Eles nem imaginavam o que estava por vir". Isso é o tipo de coisa que não da pra largar a leitura, quando aparentemente o ápice foi resolvido, ainda tem coisa "pior" para acontecer. 

A gravidez da Lexie que já era meio conturbada se tornou uma grande questão e pudemos acompanhar detalhadamente todo o processo e sofrimento, o dia do parto é o momento mais intrigante, mais MEU DEUS, mais UAU.... e a partir daí todo o restante do livro segue assim, chorei tanto que as letras do livro embaçaram e eu não conseguia ler, mas a necessidade de ler era maior. 

Momentos muito fortes, falas impactantes, quase assustadoras, eu nem conseguia respirar. É como se a sociedade não estivesse preparada para a intensidade de Nicholas Sparks. 

Daí então vem a verdadeira resposta para a pergunta da capa, quando pensamos em amor a primeira vista, sempre pensamos em homens e mulheres, mas há muitos outros amores, amores mais puros, sem tanta cobrança, amor natural, verdadeiro, genuíno e a resposta é sim, nós podemos amar alguém à primeira vista e descobrir isso foi incrível, a reflexão que o livro propõe é muito séria.    



Jeremy é escritor, escreve artigos para revistas cientificas e faz viagens em busca de conteúdos. Em uma dessas viagens, para o Sul em uma cidadezinha chamada Boone Creek com o objetivo de desvendar e explicar cientificamente um fenômeno de luzes no cemitério local, conhece Lexie e os dois passam a viver uma aventura, eles passam a ter uma vida juntos, cheia de amor, porém muito angustiante, na história deles descobre-se sobre o verdadeiro amor à primeira vista. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.