14 março 2016

A CULPA É DAS ESTRELAS

O livro é fofinho, fala de um assunto sério de um jeito leve, ajuda a compreender o mundo de pessoas que sofrem, eu sempre fico imaginando o que elas acham de ser o centro das atenções e alvos de pena, e sempre penso que são como a Hazel Grace, que só querem ser vistas como pessoas e não como doenças, antes da doença existe alguém com sentimentos. 

A história é famosa e não tem muito o que ser dito, afinal, o filme é bem fiel, com algumas mudanças apenas no final que não comprometem a história, então dessa vez, quem apenas assiste sabe da verdade. 


Escrito por John Green e dessa vez eu continuo gostando dele rsrs são 283 páginas de emoção publicado pela editora INTRÍNSECA.

É um romance adolescente, com linguagem simples, muito bem escrito na primeira pessoa aos olhos da Hazel. Se eu já não conhecesse a história tão bem, pelas inúmeras vezes que assisti, com certeza agora eu estaria mais comovida com a história triste, mas mesmo assim eu precisava ler, já que o livro quase sempre é melhor. 


O conjunto da obra é magnífico, mas existem trechos maravilhosos que até isoladamente causam arrepios. 

É o poder de transformar o tenebroso em atraente, algo grande em algo com aparência simples, o outro lado da moeda, o lado de quem sofre e consegue viver e ainda nos mostra que a pior parte é receber o olhar das pessoas e seus comentários que deveriam ajudar, mas na verdade são entristecedores. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.