12 março 2016

DESAFIO 12/30 - VITÓRIA RECENTE


Carambolas.... esse desafio tá me fazendo pensar, tá mais parecido com as supervisões do estágio clínico da faculdade e embora eu não seja completamente apaixonada pelo meu curso, seria hipocrisia minha não dizer que minha vitória recente é a formatura

Foram cinco exaustivos anos. Na verdade o primeiro ano foi incrível, aquela coisa de "to te conhecendo", sabe? Foi o ano que eu aprendi a não ter preconceito de exatamente nada, por mais absurdo que pareça, todos tem um motivo para tomar suas decisões, eu estava aberta a mudanças. 

O segundo ano continuou incrível, "namoro novo é sempre lindo" e eu realmente estava apaixonada por muitas coisas lá, aprendi a ouvir, só que não superficialmente, aprendi a escutar de verdade, prestar atenção, saber que importa pra pessoa e eu não devo encher o momento com mais de mim, a hora do outro falar é importante. 

No terceiro ano as coisas começaram a não acontecer muito bem, "as primeiras brigas", senti que estava na hora de começar a aprender o que fazer depois de ouvir, na verdade, nessa época eu não aprendi NADA do que eu deveria fazer, mas aprendi muitas coisas que eu NÃO deveria fazer, eu comecei a questionar demais, eu estava cansada e injustamente levei minha primeira nota vermelha, não a da faculdade, mas a da minha vida. 

Na faculdade eu aprendi muito sobre autoavaliação, e foi exatamente por saber me autoavaliar que eu sabia que aquele 04 que ficou pra sempre marcado na minha vida não era meu, eu não o merecia, sei que parece história de criança birrenta, mas eu não quero explicar isso agora, não me faz bem ficar lembrando essa história, mas juro e adianto, não teve prova, o professor nunca se quer tinha me visto e eu não era de faltar a aula. 

Aconteceu que aos poucos a faculdade foi perdendo o sentido, ainda naquele terceiro ano, no semestre seguinte eu tinha dificuldades de ouvir algumas coisas e por ser exageradamente tímida eu não conseguia expor meu ponto de vista pra sala toda, então eu ficava sussurrando baixinho o quanto eu não concordava com aquilo, no começo, eu tinha ânsia por falar, pulava na cadeira, mas por mais que me esforçasse a voz nunca saia, até que eu parei de tentar. 

Por um tempo eu consegui empurrar, achando forças na única área que eu achava fantástica e que tinha uma professora admirável em todos os aspectos, aquela que me ensinou muito e vai ficar marcada pra sempre, mas no segundo semestre do quarto ano começou a tortura, as turmas foram dividas e eu não conseguia mais me esconder, eu precisava falar, era cobrada, questionada, queriam me desmanchar pra construir de novo, foi um processo extremamente doloroso, chorava todos os dias durante aquele um ano e meio que são tão recentes que ainda me arrepiam só de lembrar. 

Não sei se conseguem me entender, mas já pensaram em rasgar todas as páginas da sua vida e recomeçar a escrever? caramba, isso dói tanto, ainda mais sendo praticamente forçada, eu dentro da minha timidez me sentia exposta, eu não queria. Cair de moto no meio da caminho as quartas-feiras me parecia melhor do que chegar ao meu destino, mas que cabeça a minha, com que grana eu ia pagar o conserto? E quem disse que eu iria conseguir provocar só uns arranhões? E se eu perdesse o controle? MEU DEUS, EU ESTAVA MESMO ENLOUQUECENDO.  

E agora acabou, a sensação não é de vitória, pois não sinto que venci, a sensação é de alívio por não ter mais que passar por aquilo, não ter mais que responder perguntas que eu não queria, não ter que falar na frente de todo mundo, não preferir que o mundo acabe, agora estou leve e tenho meu diploma. 

É isso que você queria, não era "sociedade"? Um papel pra guardar na gaveta, ótimo, agora eu tenho um e já posso entrar pro status de graduada, e o que eu vou fazer com isso? 

Eu aprendi muitas coisas legais na faculdade, conheci pessoas interessantes, professores inesquecíveis, aprendi que eu não preciso aceitar se eu não quiser, que cada um é dono das suas decisões, pra minha vida pessoal, eu aprendi muito, foi desgastante, frustante, triste, angustiante... mas amadureci. 

4 comentários:

  1. Oooi! Tudo bem? Sou nova lá no grupo Café com Blog e tô dando uma passadinha pra conhecer seu trabalho. Adorei o cantinho!

    Eu me identifiquei muito com você. Comecei um curso, fiz um ano e já vi que não estava dando certo, mas me forcei a mais um ano. Só que não teve jeito, eu não queria estar ali, minhas notas passaram a refletir isso e até doente eu fiquei, porque o curso exigia muito de mim e eu não tinha a motivação e a força para me entregar àquilo. Então eu tranquei. Minha decisão foi bem criticada por muitos amigos e familiares, até porque agora estou com 20 anos na cara e sem ter a menor ideia do que quero para o meu futuro. Foi o que era melhor PRA MIM. Você foi bem corajosa de continuar, até porque pelo que entendi seu problema era com a exposição e não com o curso em si né? Não sei o que você cursou, mas entendo sua dificuldade em falar porque eu também tenho, e dependendo da situação e do tamanho da pressão que coloquem em mim, tenho até crise de pânico. Então tenho que te parabenizar por ter conseguido finalizar sua faculdade, adquirir seu diploma e não se sentir mais tão pressionada. Espero que de agora em diante você possa se dedicar às coisas que realmente gosta e que não te deixam mal. Valeu pelo amadurecimento, agora é hora de seguir em frente.

    Beijinhos, te espero lá no http://amendoasefelpices.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela força, eu cursei psicologia e se serve de consolo eu completo 25 daqui 15 dias e ainda não sei o que quero da vida, mas to tentando não me cobrar muito mais, preciso de um tempo pra mim, beijos.

      Excluir
  2. Mi, me identifiquei muito com sua história. Meus cinco anos de graduação também foram muito sofridos. Mas o que importa é que dia 17 teremos um "DIPLOMA" pra colocar na moldura e exibir pra todos. Força princesa, um dia se DEUS quiser, seremos os adultos, que nós crianças sonhamos em ser, sem dever satisfações a ninguém, um dia seremos felizes com nós mesmas! Beijos mil princesa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Gabiiii.... dia 17 ta aí já, nem da pra acreditar. Beijooos lindona.

      Excluir

.