15 março 2016

DESAFIO 15/30 - FAMÍLIA

Chegamos na metade do desafio e eu nem cansei dele, normalmente coisas que eu me comprometo a fazer todos os dias correm o risco de perder a graça, mas com esse desafio não, estou amando fazer, e não são apenas vocês que estão se conhecendo melhor, eu também estou. 

Hoje o tema é muito bonito, fala de amor e de encorajamento, a base de tudo: FAMÍLIA.



Se falarmos a nível mundial, podemos dizer que existem exatamente todos os tipos de família, com uma imensidão de culturas diferentes, mas a definição sempre é de amor e carinho, você até pode não se dar bem com toda a sua família, mas sempre tem aquela pessoa ao seu lado, aquela pessoa que você tem medo de perder, aquela que você sente saudades. 

Tem aquela família que te da a vida, te constrói, são suas primeiras experiências sociais, eu tive muita sorte nessa etapa da vida, tenho uma mãe e um pai super presentes, carinhosos, atenciosos e preocupados, tão preocupados que eu achava exagero quando tinha 15 anos rsrsrs. Duas irmãs que me construíram do jeito que eu sou, eu tenho muito delas e não estou falando só de aparência, me lembro delas me apresentando os primeiros itens de maquiagem pelos quais eu iria me apaixonar e nunca mais largar.

Tenho dois sobrinhos lindos e fofos que já estão virando homenzinhos, o mais velho nasceu na véspera do meu aniversário de quatorze anos e eu cuidei dele até os cinco anos de idade como se ele realmente fosse uma extensão de mim, me orgulho em vê-lo hoje tão inteligente e dedicado, o mais novo é um peraltinha lindo, que adora uma arte e tem a risada mais gostosa do mundo. 

Também tenho dois cunhados que entraram pra família a tanto tempo que nem da pra imaginar mais como seria sem eles, me ajudam em tudo que preciso, já me pegaram no colo pra levar pro hospital, não dá mais pra imaginar a mesa do domingo sem eles. 

Depois tem aquela família que você escolhe, você constrói, o Vinícius foi o maior presente de Deus na minha vida, é com ele que eu quero inverter os papéis de família, deixar de ser a filha para ser a mãe e dessa vez eu é quem vou ser preocupada até sufocar.  


2 comentários:

  1. Oooi! Tudo bem?

    Haha que bom que está gostando tanto do desafio, flor, eu estou louca pra começar! Eu tenho uma família gigante, que sempre foi muito presente na minha vida, daquelas que junta pra um churrasco ou almoço no domingo e parece festa, porque tem tipo 70 pessoas na casa. Sério, eu não estou exagerando. Isso sem falar na família que eu escolhi, que é outra com tamanho bem considerável. Tem a mulher que trabalhou na minha casa dos meus 4 anos até os 17, fez muita parte da minha criação, e que por mais que não trabalhe mais conosco vive lá em casa, ou eu na casa dela. Tenho dois amigos que foram quase que criados junto comigo, porque são filhos dos melhores amigos do meu pai e nascemos todos com alguns meses de diferença só. A gente dividia berço, literalmente, nos domingos em que nossos pais se juntavam pra ver jogo de futebol. E tenho outros 6 amigos que se tornaram as pessoas mais próximas a mim quando tive que mudar de cidade. Nos juntamos logo no meu primeiro ano aqui, na 5ª série, e até hoje não nos desgrudamos. E eu vou te falar, tem gente que acha que parente demais sufoca, mas eu amo essa imensidão de pessoas maravilhosas que fazem parte da minha vida!

    Beijinhos, te espero lá no http://amendoasefelpices.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nosssaaaa.... que delícia, melhor coisa é estar cercado de pessoas que a gente ama e que amam a gente. Beijooos

      Excluir

.