10 julho 2016

COMO EU ERA ANTES DE LER ESSA HISTÓRIA


Gente! Olha quem resolveu aparecer, haha!

Maaaas.... quem acompanha o canal, face e insta sabe que estou super presente e que até está rolando #JulhoTodoDia lá no canal EBAAAA.... Diversos temas de vídeos e eu estou super feliz com a participação de vocês, muito obrigada turma!

Junho foi um mês complicadinho, muito feliz, mas complicado. Bastante trabalho (Graças a Deus), dia dos namorados que vocês viram como foi movimentado cheio de surpresas pra preparar e receber e ainda finalizando com meu mágico aniversário de oito anos de namoro, foi surpreendente, fantástico e maravilhoso. 

Porém, como tudo tem um preço, eu (infelizmente rsrs) sou uma só e de vez em quando precisamos olhar para as prioridades. Li super pouco, terminei a série de A Seleção com A Herdeira, achei legal, mas nem de longe é o meu preferido da série, esse título vai para A Escolha. 

Também li Como eu era antes de você, não consegui terminar de ler antes da estréia do filme, então tapei os ouvidos e fiquei bem quietinha para ninguém me soprar o fim da história, terminei de ler na sexta e no sábado ainda aos prantos por causa da leitura emendei um choro no outro e fui no cinema com meu amorzinho assistir ao filme, o resultado só poderia ser se afogando nas próprias lágrimas. MEU DEUS como as pessoas conseguem escrever essas coisas, considero a JoJo uma pessoa bem corajosa por causa disso. 



Preciso parabenizar toda a produção do filme pela fidelidade ao livro, as falas idênticas, os momentos, cada coisinha que eles não deixaram passar, parabéns por terem lido o livro certo para produzir o filme e fazer a alegria dos leitores, pouquíssimos detalhes foram deixados de lado que não modificaram a história, eram apenas detalhes fofos que me fizeram suspirar, mas está tudo bem, depois do que fizeram com Convergente fui até com medo de assistir, mas esse pessoal reanimaram minhas esperanças. 

Também quero muito parabenizar aos atores que fizeram um trabalho fantástico, igualzinho eu imaginei enquanto lia, foi até engraçado quando os via e parecia que o filme tinha saído da minha mente, é uma felicidade sem fim, só quem é leitor e ama muito tudo isso é capaz de compreender. 

Essa cena até que me arrancou alguns sorrisos, mas ao mesmo tempo eu sentia o gosto salgado das lágrimas de ver o amor surgindo feito magia e o preconceito estampado no rosto das outras pessoas e acima de tudo, um casal feliz.
Falando sobre a história, é uma verdadeira lição de vida, de valores, de egoísmo e empatia. O filme foi absurdamente triste sim, mas o que você faria se estivesse no lugar do Will

Sinceramente eu acredito que faria a mesma coisa, é duro de admitir isso e refleti bastante, mas todas as decisões devem ser respeitadas, até mesmo as dolorosas, é fácil querer decidir pelos outros quando não se está na pele da pessoa, não importa o quão íntimo você seja da pessoa, você até pode ter uma noção, mas nunca será ela. 

Os problemas dos outros sempre parecem mais fáceis de serem suportados ou resolvidos, é fácil tomar decisões olhando de fora, mas se coloque no lugar: E se você tem uma vida fantástica, é um verdadeiro viajante aventureiro e de repente fica totalmente dependente até para as necessidades mais íntimas, até que ponto você suportaria? Eu, não muito, primeiro me sinto fraca por admitir isso, mas depois penso que para ir adiante é preciso ser muito corajoso. 

Aaaah.... mais a história também teve muitos momentos que me fizeram morrer de rir, os looks da Louisa, toda essa história de meias de abelhinha, as caras e bocas de Patrick no jantar finalizando com um adorável: 

- Você é um cara de sorte, ela da um ótimo banho! 
hahaha.... morri!!!

E a etiqueta? 
- Ainda bem que não era na calça!!! 
kkkkkk 

Mas que droga! Agora eu também quero as malditas meias de abelhinhas haha


Nenhum comentário:

Postar um comentário

.