04 junho 2017

O PORTA RETRATO

Ele é branco, de madeira, nele tem esculpido a palavra love e cabem duas fotos. 

É um porta retrato carregado de histórias, ganhei ele numa confraternização de fim de ano entre amigos nessas bricadeiras de amigo secreto que um vai roubando o presente do outro, na verdade não fui eu que ganhei, foi ele, mas na época isso era quase a mesma coisa. 

Logo que chegamos ele foi para um lugar especial no meu quarto, em cima da penteadeira e no dia seguinte revelei nossas duas melhores fotos e preenchi o espaço das fotografias que passaram a me olhar enquanto eu dormia. 

Elas eram a primeira e a última visão do meu dia, hoje eu também o vejo, mas os espaços estão vazios, hoje o porta retrato me encara e eu encaro ele, ele me entende, está vazio, como o meu coração, pensei em diversas formas de preenche-lo novamente, família, eu.... mas ele tem um significado diferente, então vai permanecer vazio. Talvez eu devesse congelar o porta retrato, como o meu coração. Ele me entende, meu amigo porta retrato, única lembraça palpável que sobrou, mas que faz pensar em mim e em mais nada, no começo me incomodava, hoje me conforta... como o meu coração! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

.